Radio online

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

O clima esquenta no palácio Pirapitinga, uma mistura de Imobiliária e órgão público funciona dentro da própria prefeitura de Catalão por uma quadrilha que faz parte da máfia dos lotes

A corja instalada dentro do prédio administrativo ficou toda apavorada após a bomba estourarem na Câmara e nos meios de comunicações, o clima por lá é de pura euforia esta um corre e corre para os quatro cantos do centro administrativo catalano



Após as graves denuncias dos vereadores de situação e da oposição sobre a existência de uma quadrilha dentro da própria prefeitura de Catalão, os infratores da lei estavam vendendo terrenos públicos dentro do centro administrativo como se fosse uma imobiliária, corretoras novas e bonitas funcionarias da prefeitura foi denunciada pelo vereador João Antônio, a denúncia chocou a população de que a assinatura de ex-prefeitos estariam sendo usadas para doações irregulares de terrenos, nesta gestão, inclusive, com vendas sendo feitas por telefonemas a preço irrisórios para funcionários legislativo ligadas a funcionários do executivo, a sociedade catalana esta indignada com os desmando da atual administração de como deixa prosperar uma quadrilha dentro da própria prefeitura ao lado do prefeito.

A corja instalada dentro do prédio administrativo ficou toda apavorada após a bomba estourarem na Câmara e nos meios de comunicações foi um corre e corre para os quatro cantos do centro administrativo catalano, uma fonte lá de dentro que não compactua com esta pratica nos informou que tem elementos que faz parte da facção criminosa que esta pedindo pelo amor de deus para que os chefões os proteja, caso contrario os mesmos irão delatar todo o esquema, acusando de estarem também fazendo parte da trama, de acordo com o vereador João Antônio do partido do prefeito (PSDB),  os lotes da prefeitura estão sendo vendidos a preço de bananas.

O próximo secretario de regulação Drº Luiz Carlos Jorge Dhás disse que o atual deputado e prefeito eleito Adib Elias e os sete vereadores, que há tempos apontam gravíssimas falhas e má-fé na doação dos lotes que pertence ao município, mais denúncias exorbitantes e bombásticas chegam a público, pasmem, através do vereador PSDBista João Antônio Pinheiro, defensor mor do prefeito há muitos anos, em todos os seus mandatos, motivo esse que endossou ainda mais a motivação do pedido de providencias feito pelo próximo secretário municipal de regulação.

Dahas destaca que: "Há necessidade urgente de suspensão de todas as concessões e alienações dos terrenos doados, dos quais serão objetos de minuciosos levantamentos, diante de tão graves denúncias que suspeitávamos, e que, agora são apresentadas de forma tão clara por pessoas da base do Prefeito e autoridades legislativa, a situação se agrava”.

Drº Luiz Carlos disse em acreditar muito no ministério público ainda mais que se trata de um patrimônio público, “Dhás falou em ter certeza que o Ministério Público vai atender à solicitação”, enfatiza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário