Radio online

domingo, 19 de fevereiro de 2017

TST decidiu que uso de celular pode causar demissão por justa causa


Se você é um tipo de pessoa que não desgruda do celular no trabalho, precisa saber que seu emprego está por um fio. A Justiça do Trabalho decidiu em última instância que as empresas podem demitir o empregado que faz uso indiscriminado do aparelho e de aplicativos, como WhatsApp.

A demissão pode, inclusive, ser por justa causa, decisão que tira do funcionário diversos direitos trabalhistas, além de “sujar” sua carteira de trabalho.

Segundo o Tribunal Superior de Justiça (TST), os patrões poderão restringir o uso e até mesmo proibir, principalmente nos casos em que o funcionário corre risco com seu uso, como em indústrias.

Alguns setores começam a criar regras para evitar perda da produtividade. O comércio é um deles. 

Não existem leis sobre o uso de celular no ambiente de trabalho, mas a Justiça entende que no ambiente profissional, as horas do trabalhador pertencem ao patrão exceto aos intervalos de almoço. O empregado, então, deve respeitar as regras para manter a produtividade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário