Radio online

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Polícia cumpre 13 mandados de busca e apreensão em investigados por fraude em concurso

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira, dia 4, a segunda etapa da Operação Porta Fechada, que investiga fraudes no concurso para delegado de Polícia.

Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e condução coercitiva em Goiânia e na região do entorno do DF.

As diligências estão a cargo da DERCAP (Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Administração Pública).


O concurso está suspenso por decisão da Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan), responsável pela seleção, e por liminar do Tribuna de Justiça.

No dia 12 de março, cinco pessoas foram presas após a segunda fase do concurso suspeita de envolvimento na fraude. O médico Antônio Carlos da Silva Francisco, apontado como aliciador do esquema, além do bacharel em direito Armando Colodeto Júnior, o contador Fábio Alves de Oliveira, o ex-vereador de Palmeiras de Goiás, Magno Marra Mendes e Suzane Fonseca dos Santos, que teriam adquirido as vagas. Eles foram liberados após audiência dois dias após a detenção.


Em depoimento, três dos suspeitos confessaram a fraude. Em um áudio, Suzane Fonseca disse que pagou cerca de R$ 5 mil aos aliciadores do esquema, que chegaram a exigir que ela até vendesse a casa da mãe para pagar o restante do valor combinado.


Parece que Catalão esta em outro planeta mesmo? 

Pensa bem se esta moda pegar em Catalão também, vai sair muita gente presa por causa de concursos fraudulentos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário